terça-feira, 26 de outubro de 2010

Neurose

Talvez o silêncio nunca me perdoe por ter dito que te amo. Sou vítima de mim mesmo, de minhas próprias frases, da minha própria consciência. Tenho procurado entender a minha vida, mas as conclusões a que cheguei não são nada conclusivas. Esperei o tempo necessário para compreender que, na verdade, eu não posso ter você. A vida é assim, eu tenho que me acostumar. Os dias irão surgir, o sol irá brilhar aqui. Hoje é o primeiro dia do resto dos nossos dias. E eu ainda espero por você. Entre e feche a porta, tente me entender. Acalme-se, pois você vai ver que estes são os meus problemas. Os problemas que não tenho, que crio em minha mente. Por você.

Reação em Cadeia



"Fomos longe, isso eu sei.
Talvez não o bastante."

Nenhum comentário: