sexta-feira, 21 de maio de 2010

O extraordinário

(...) Acho que o universo seria muito mais interessante se a gente fantasiasse menos e vivesse mais as histórias possíveis que as da fantasia da gente. Mas eu sempre quis o extraordinário... e, sim, eu não consigo pensar que ele nasce da pressa e da exasperação de quem quer viver tudo acelerado e agora. Coisa de velha... some of it's trancedental, some of it's just really dumb. But i love when you read to me, and you can read me anything...

Texto lá do Serendipities!

Nenhum comentário: