quinta-feira, 22 de outubro de 2009

"EXCLUSIVAMENTE sua, e de mais ninguém."

Gosto das pessoas apaixonadas. Mas às vezes elas são muito chatas, convenhamos. Apesar de atualmente estar inclusa no grupo das namoradas-fiéis-românticas-e-todo-o-mais, eu acho a paixão um atentado violento aos sentidos do ramo da razão, da inteligência e do raciocínio, por isso me policio diariamente pra não sufocar quem convive comigo com as minhas novidades amorosas.
Em tempos de democratização virtual, por exemplo, se Fulana ama Ciclano, então mui provavelmente irá declarar-se, mundialmente, como propriedade privada do mesmo. O gênero conta muito nesta atitude, claro. Para a maioria das meninas, SER de alguém é o máximo. Para a maioria dos meninos, TER alguém é que é ser um cara legal.
(Livre de todo machismo que pode parecer estar implícito nesta frase) Ser de alguém é realmente coisa de mulherzinha. Espalhar isso aos quatro cantos, idem. Fica meu conselho de que: Para sermos de alguém, precisamos ser inteiramente nossas. Dado o primeiro passo, é possível assumir sentimentos, fraquezas e carências na medida certa, sem sermos medíocres e, por consequência, previsíveis.

2 comentários:

Saabrina disse...

Cau adoro tudo o que tu escreve ;)

Karla Mikoski disse...

Gostava das fotos porque não conhecia o blog!!! ADOREIIII....
bEIJOKAS PEKENA PRIMA ADMIRÁVEL!